Regulamento

egulamento l. OBJETIVO O presente documento tem por finalidade estabelecer os procedimentos para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), do curso de graduação em Engenharia Química do Centro Universitário padre Anchieta (UniAnchieta), em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Engenharia (Resolução CNE/CES 1 1 , de 11 de março de 2002), e com o Regulamento Geral do Trabalho de Curso do Centro Universitário Padre Anchieta. II. TERMINOLOGIA Coordenação do TCC pelo coordenador do org curso, para planejam do curso. o Sv. çx to view Discente: qualquer m triculado nos cursos de graduação do uni Docente: qualquer membro ativo do corpo docente do UniAnchieta. Orientação de TCC: é a atividade de orientação do Discente, exercida por um professor com qualificação coerente na área de TCC escolhida pelo aluno. Projeto de TCC: é a proposta de execução do TCC, elaborado pelo aluno e aprovado pelo coordenador do curso, onde são descritas as atividades que serão desenvolvidas no TCC e estabelecido um cronograma de realização do TCC.

Trabalho de Conclusão de Curso (TCC): trabalho elaborado por m Discente de curso de bacharelado como condição para obtenção do título de bacharel no curso universitário ao qual está vinculado. III. FINALIDADES DO TCC independente, sob orientação e supervisão de um docente do curso. A responsabilidade de encaminhar a proposta do tema e elaborar o TCC é exclusivamente do aluno. O TCC deverá focar temas referentes a processos elou produtos, devendo contribuir para o desenvolvimento das competências e habilidades requeridas do profissional da área de Engenharia Química.

A organização e supervisão das atividades de TCC ficarão sob a esponsabilidade do NDE, da coordenação do curso e de docente por ele indicado para coordenar as atividades gerais de TCC. IV) ETAPAS DO TCC O processo de elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso dar-se-á de acordo com o fluxograma geral de atividades para o desenvolvimento do TCC (Figura 1) e está dividido em quatro etapas: Protocolo do projeto de TCC, para avaliação e aprovação do projeto do trabalho pela coordenação, e posterior indicação do orientador (FM-9). . Elaboração do trabalho pelo aluno, com orientação de docente. O aluno deverá protocolar o TCC finalizado (FM-I O) . Verificação de plagio e avaliação do trabalho escrito, por banca examinadora. 4. Defesa oral do TCC, após aprovado o trabalho escrito. IV. I) PROJETO DE -rcc A partir do 80 semestre do curso, os alunos deverão propor um tema de TCC. Os projetos de TCC deverão ser relativos a tópicos da área de Engenharia Quimica e poderão contemplar os seguintes temas: 1.

Tema livre: assunto geral da Engenharia Química, incluindo continuação elou aprofundamento de projetos realizados durante o curso; 2. Estágio: análise e aprofundamento de projetos realizados durante o curso; 2. Estágio: análise e resolução de um problema de Engenharia Química, detectado durante atividades de estágio, e aprofundado no TCC. 3. Iniciação científica: continuação e aprofundamento de trabalho desenvolvido em projeto de iniciação científica.

Os projetos de TCC também deverão ser enquadrados em pelo menos uma área distinta da Engenharia Química, a saber: 1 – Catálise, Cinética e Reatores Químicos 2 – Fenômenos de Transporte; Instrumentação Industrial e Controle de Processos; 3 4 – Materiais; 5 – Operações Unltárias e utilidades Industriais; 6 – Processos Industriais; – Projetos Industriais; 8 – Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Higiene Industrial; 9 – Simulação de Processos Qu[micos; 10 – Termodinâmica.

O aluno deverá preencher o Formulário de Inscrição – Projeto de TCC (FM-9) com o tema (titulo), introdução (apresentação e problematização do tema), justificativa, objetivos, sumário provisório, cronograma de trabalho e bibliografia. Este formulário deverá ser protocolado na secretaria geral O projeto de TCC será avaliado pelo coordenador do TCC ou por docente designado por ele, que verificará sua pertinência om relação às competências e habilidades exigidas para o Engenheiro Químico.

Também será analisada a área indicada pelo aluno no projeto de TCC, podendo ser ratificada ou alterada. Em caso de aprovação do projeto de TCC, será designado um professor orientador, de acordo com a áre PAGF3rl(F8 de aprovação do projeto de TCC, será designado um professor orientador, de acordo com a área e a disponibilidade dos docentes.

Em caso de tema ou estrutura inapropriada, o projeto será indeferido e o aluno deverá apresentar uma nova proposta. 111. 2) ELABORAÇAO/DESENVOLVIMENTO DO TCC O aluno deverá seguir o cronograma de trabalho proposto no projeto de TCC, para o desenvolvimento do trabalho, e também participar de reuniões com seu orientador, para avaliar o andamento do trabalho, de forma a assegurar as características exigidas para o TCC.

A parte escrita do TCC deverá ter até 60 páginas (parte textual, excluindo os anexos), seguir as orientações do manual de normas de trabalhos acadêmicos do curso de Engenharia Química (MN-I ) e conter os seguintes itens: – Capa e folha de rosto padronizada; – Resumo, – Sumário; – Lista de Figuras; – Lista de Tabelas; Lista de Abreviaturas: – Introdução, justificativa e objetivos; – Revisão Bibliográfica; – Material e Métodos; – Resultados e Discussões; – Conclusões; – Referências bibliográficas; – Anexos.

O trabalho final deverá em papel A4, margens PAGF Obrigatoriamente, a revisão bibliográfica deverá abordar o aspecto específico do tema mais os seguintes aspectos do processamento químico escolhido como tema de TCC: 1. Histórico e importância econômica: deve informações obtidas em fontes oficiais, como anuários publicados por associações dos setores industriais. 2. Matérias Primas e Produtos: deve conter descrição das matérias primas utilizadas, incluindo tabelas com nomes químicos oficiais, comerciais e do CAS, podendo ser anexadas as FISPQ dos produtos envolvidos. . Balanço Material e Energético: deve conter as equações químicas envolvidas no processo bem como dados de balanço geral e balanço por componente. 4. Análise de matérias primas e produtos finais: deve conter os métodos e equipamentos utilizados nas análises físico- químicas das materias primas e produtos acabados. 5. Operações unitárias e utilidades industriais: Equipamentos de processo: deve conter a descrição básica de todos os equipamentos envolvidos no processo. Materiais para equipamentos de processos: deve conter uma lista (tabela) de materiais utilizados nos equipamentos e tubulações. 6. Instrumentação Industrial e Controle de Processos (pneumático, eletrônico e digital), tipo da instrumentação de supervisão (painel convencional, SDCD, CLP) e válvulas de segurança e alívio; – deve conter notas explicativas e recomendações ou exigências do projeto básico quanto à locação ou outros requisitos pertinentes à instrumentação; deve as linhas de fluxo de matéria e conter indicações de balanços de matérias primas e produtos. . Lista de Instrumentos – deve ser emitida em formulário no formato A3 ou A4; – deve conter todos os instrumentos da unidade, agrupados por malha e em ordem crescente, indicando o serviço onde são utilizados, sua locação fisica (campo, painel, função em sistema digital), o número do fluxograma e da folha de dados de processo, e o tipo do instrumento previsto (placa, venturi, termopar); deve indicar as funções lógicas/matemáticas configuráveis e tagueadas. 3.

Memorial Descritivo de Malhas de Controle – deve ser emitido em formulário no formato A4 e conter explicações sobre o objetivo e forma de funcionamento das malhas de controle, bem como explicitar as equações, parâmetros e algoritmos a serem ajustados nas funções envolvidas nestas malhas. Complementa e pode ser complementado por um diagrama de controle de processo. 7. Detalhamento de operações unitárias e utilidades industriais 8. Aspectos de Qualidade, Higiene, Segurança e Meio Ambiente trabalho escrito final deverá ser protocolado na secretaria de geral, em duas vias impressas e encadernadas.

Também deverá ser entregue um CR-Rom com a versão eletrônica do trabalho (documento em Word) para avaliação de plagio. para este protocolo deverá ser utilizado o Formulário de Inscrição de TCC (FM-IO). Em caso de aprovação da parte escrita do TCC o aluno deverá fazer uma apresentação oral, em data a ser agendada pela coordenação do TCC. O tempo de apresentação oral para cada trabalho será de 10 minutos e a banca terá 10 minutos para arguição.

Para a defesa oral do trabalho, o aluno deverá entregar para a coordenação do TCC, até 7 das antes da apresentação oral, o rabalho escrito corrigido (acompanhado das versões anteriores) e uma cópia reduzida colorida do poster a ser utilizado na defesa. O aluno também deverá entregar a nova versão eletrônica em CD. Caso a versão corrigida e os demais documentos não sejam entregues no prazo de 7 dias, a apresentação oral será cancelada e agendada em nova data pela coordenação do TCC. 111. ) AVALIAÇAO A banca deverá ser composta por 2 avaliadores, com aderência ao tema apresentado. Cada avaliador deverá atribuir uma nota de 0 (zero) a 10 (dez) para o trabalho escrito. Caso a nota seja nferior a 7 (sete), o trabalho será considerado insatisfatório e deverá ser refeito, cumprindo as recomendaçóes dos avaliadores, devendo ser reapresentado dentro do prazo estipulado para nova avaliação. A defesa oral do TCC também será avaliada com a atribuição de nota de O (zero) a 10 (dez).

Caso a nota da defesa oral seja inferior a 7,0 (sete), o tra de nota de O (zero) a 10 (dez). Caso a nota da defesa oral seja inferior a 7,0 (sete), o trabalho será considerado insatisfatório e deverá ser reapresentado, cumprindo as recomendações dos avalladores, devendo ser reapresentado dentro do prazo stipulado para nova avaliação. IV) A ORIENTAÇÃO O orientador de TCC será por um docente do curso de Engenharia Química, com a tarefa de orientação e supervisão da elaboração da monografia.

O orientador não é responsável pelo desenvolvimento do conteúdo do trabalho, nem pela escolha de ferramentas ou procedimentos. Caberá ao orientador a função de verificar se o trabalho que está sendo desenvolvido caracteriza-se como atividade de síntese e integração de conhecimento de aspectos relacionados à Engenharia Química, podendo interferir no andamento do rabalho, de forma a atender esta exigência. A indicação do orientador deverá ser de acordo com a área de cada docente.

Havendo mais de um docente para uma mesma área, a definição do orientador será por sorteio entre os docentes disponlVeis e pelas áreas dos temas, as quals serão previamente escolhidas pelos próprios docentes. Também é possível a participação de um co-orientador, podendo ser docente do curso ou profissional habilitado em área afim, devendo ser aprovado pela coordenação. Figura 1 : Fluxograma geral para o TCC de Engenharia Química PAGF8rl(F8

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *