Forjamento

PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA: FORJAMENTO 1. Conceitos Iniciais de Forjamento: 2. Mecânica do Forjamento: 3. Máquinas de Forjamento: a) Martelo de queda livre; b) Martelo de dupla ação; c) Martelo de contra•golpe; d) Prensa para o forjamento. 4. Matrizes de Forjamento: Fonte: BRESCIANI et. Notas de Aula PCM: to view nut*ge 5. Descrição do Processo de Forjamento: a) Forjamento em matriz aberta; b) Forjamento em matriz fechada; c) Tratamento térmico de forjados; d) Temperatura de forjamento; e) Velocidade de forjamento. 6.

Produtos Forjados: 7. Classificação de produtos forjados; 8. Defeitos típicos de produtos forjados; 9. Propriedades dos produtos forjados. forjamento exigem todo o embasamento de Conformação Mecânica. Fonte: BRESCIANI et. al. (1997) Notas de Aula PCM: prof. Antônio São classificadas com respeito ao principio de funcionamento: Martelos: A força é provocada por um peso cadente, ou martelo. Cl O impacto provoca a deformação do metal a uma alta velocidade e essa deformação ocorre primeiramente nas camadas superficiais da peça.

Essas máquinas são energeticamente limitadas, pois a deformação resulta da dissipação da energia cinética do martelo. Com o martelo de forjamento, podem ser forjadas grandes variedades de formas e tamanhos de peças. Notas de Aula PCM: Prof. Antônio 6 São classificadas com re cipio de funcionamento . PAGF consiste de uma base que suporta colunas, nas quais são inseridas as guias do suporte da ferramenta, e um sistema para a elevação da massa cadente até a altura desejada.

O mecanismo de elevação é geralmente acionado por um pedal, de maneira a deixar livres as mãos do operador para a manipulação da peça. Cl Existe uma grande variedade de sistemas de elevação, destacando-se entre eles aquele no qual a massa cadente é levada mediante a pressão exercida por ar comprimido em um pistão colocado no topo do martelo. 8 Cl São classificadas com respeito ao principio de funcionamento : Martelo de queda livre: Esse tipo de acionamento oferece a vantagem de maior velocidade e maior rendimento do que os sistemas com cintas ou correntes metálicas.

C] O levantamento pode ser feito, de forma semelhante, através de cilindro hidráulico: a massa, nesse caso, tem alta velocidade de subida, devido as altas pressões imprimidas no cilindro por uma bomba de óleo. Fonte: BRESCIANI et. al. (1 Funcionamento: C] O trabalho máximo produzido pela massa cadente é a capacidade nomlnal do martelo. Esse trabalho, que pode ser transmitido ao metal, depende basicamente do peso do sistema cadente e da velocidade final no momento do inicio do impacto. Cl Sendo: T=trabalho fornecido pelo sistema cadente (kgf. ); Q-peso do sistema cadente (kgf); H=altura máxima da queda (m); máxima da queda (m); M=massa do sistema cadente (kg); Wüelocidade do instante do impacto (m/s); do instante do impacto (m/s); g= aceleração da gravidade (m/s2). São classificadas com respeito ao principio de Funcionamento: O trabalho que pode ser transmitido (ou energia de golpe) e expresso através da energia cinética disponível imediatamente antes do Inicio do impacto: e, para queda livre: Então a capacidade nominal do martelo é dada pela expressão: da massa cadente.

Neste caso a energia é fornecida não somente pelo peso da massa, é também causada por um acionamento pneumático ou hidráulico. Os martelos de dupla-ação são preferidos aos martelos de queda livre quando se trata do forjamento em matriz. Fonte: BRESCIANI eta al. (1997) 13 sao classificadas com respeito ao principio de Martelo de dupla ação: 14 PROCESSOS DE CONFORMAÇAO MECANICA: 3. Máquinas de Forjamento:São classificadas com respeito ao principio de Funcionamento: Martelo de dupla ação: final, após retirada da rebarba.

Figura 5 – Simulação de um forjamento com martelo em múltiplas cavidades. Foram realizados vários golpes em cada uma das cavidades. 16 C] Neste equipamento, a massa cadente é conectada a um pistão contido em um cilindro no topo do martelo. C] O pistão é acionado geralmente por vapor ou ar comprimido. Cl O sistema de válvulas do cilindro pode ser controlado de odo a acelerar ou desacelerar a massa cadente na proporção desejada e, portanto, é possível variar a intensidade de cada golpe.

Cl A força exercida pelo pistão pode chegar a vinte vezes o peso 7 PROCESSOS DE CONFORMA Ao MECÂNICA: MECÂNICA: São classificadas com respeito ao principio de Funcionamento: Martelo de contragolpe: Neste equipamento, a massa cadente é conectada a um pistão contido em um cilindro no topo do martelo. Caracteriza-se por duas massas que se chocam no meio do percurso com a mesma velocidade, sendo que a massa superior é acionada por um sistema pistão-cilindro. A massa inferior, ligeiramente menor que a superior (cerca de 5%) e acoplada normalmente à superior por meio de cabos 19 3.

Máquinas de Forjamento: São classificadas co m respeito pnncpio de Funcionamento: Martelo de contragolpe’ Os martelos de contragolpe apresentam em relação aos tipos anteriores, al umas vantagens, entre as quais PAGF 7 OF atritos entre as massas e as guias; impossibilidade de manipulação da peça durante o movimento, pois, ao contrário do martelamento simples, onde o operador pode virar a peça durante os vários golpes do martelo aqui ambas (massas e guias) encontram-se em movimento; e aiores despesas de manutenção. 21 Prensas para forjamento: As prensas de forjamento submetem o metal a uma força de compressão a baixa velocidade.

Cl A pressão aumenta quando o material está sendo deformado e isso provoca uma penetração maior da zona deformada na peça. São três os principais tipos de prensas usadas em forjamento: l. prensas hidráulicas; II. prensas mecânicas (excêntricas e de fricção); e III. prensas recalcadoras. 22 PROCESSOS DE CONFOR ICA: PAGF 8 OF Prensas hidráulicas: 24 Prensas mecânicas excêntricas: As prensas mecânicas excêntricas são muito usadas para forjar eça de tamanhos medios e pequenos, devido a facilidade de manuseio e ao baixo custo de operação.

A aplicação de força sobre o material é comandada por um excêntrico, sendo, por isso, essa maquina conhecida como de curso limitado. 25 3. Máquinas de Forjament 27 Prensas mecânicas de fricção: 28 Cl São classificadas com respeito ao principio de Funcionamento: Prensas horizontais: Cl Existem também maquinas forjadoras do tipo prensas horizontais, que são utilizadas para grandes produções de peças recalcadas e extrudadas a quente ou a frio (por exemplo: recalque de cabeças de parafusos). 29

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *