Físico q.

[pic] ar 3 to view nut*ge A poluição sonora é um dos problemas ambientais graves nos grandes centros urbanos. E uma ameaça constante ao homem. A nocividade do ruído está diretamente relacionada ao seu espectro de frequências, à intensidade da pressão sonora, à direção da exposição diária, bem como à susceptibilidade individual.

Embora exista legislação específica que regula os limites de emissão de ruídos e estabelece medidas de proteção para a coletividade dos efeitos danosos da poluição sonora, o ue se constata é que os níveis de ruído, existentes nas mais diversas atividades cotidianas, estão acima de todos os valores determinados pelas legislações, tanto a nível nacional como internacional.

A conscientização do problema por parte da provocado pelo som excessivo das indústrias, canteiros de obras, meios de transporte, áreas de recreação, etc. Estes ruídos provocam efeitos negativos para o sistema auditivo das pessoas, além de provocar alterações comportamentais e orgânicas. A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera que um som eve ficar em até 50 db (decibéis – unidade de medida do som) para não causar prejuízos ao ser humano.

A partir de 50 db, os efeitos negativos começam. Alguns problemas podem ocorrer a curto prazo, outros levam anos para serem notados. PAGFarl(F3 fechados; – Evitar locais com aglomeração de pessoas conversando; – Ficar longe das caixas acústicas nos shows de rock; – Fechar as janelas do veiculo em locais de trânsito barulhento. Nível de ruído provocado (aproximadamente – em decibéis) – torneira gotejando (20 db – música baixa (40 db)

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *