Construindo um sistema

SUMÁRIO INTRODUÇÃO….. 04 DESENVOLVIMENTO… 05 CONSIDERAÇOES FINAIS… 16 REFERENCIAS… 1 orlo 7 to view nut*ge determinada biblioteca. Include Uma das formas de interação, um dado caso de uso pode incluir outro. Incluir é uma relação direta entre dois casos de usos, implicando que o comportamento do caso de uso incluído é inserido no comportamento do caso de uso inclusor. Esta relação indica uma obrigatoriedade do caso de uso incluir a funcionalidade do caso de uso incluído. Assim, sempre que o primeiro ocorrer obrigatoriamente o incluído ocorrerá.

A otação é uma seta pontilhada para o caso de uso incluído com o estereótipo Extend Outra forma de interação, um caso de uso pode estender outro. Esta relação indica que o comportamento do caso de uso estendido pode ser ou não inserida no caso de uso extensor. Notas ou restrições podem ser associadas ao relacionamento para ilustrar as condições em que este comportamento será executado. A notação é uma seta pontilhada da extensão para o caso de uso estendido com a etiqueta Neste diagrama, podemos observar que o atendente esta ligado diretamente a Realizar Cadastro, Autorizar Empréstimos,

Registrar Reserva, Marcar Devolução. Isso tudo incluindo o caso de uso, Visualizar Usuário. Então podemos dizer que sempre o atendente terá de realizar o cadastro do usuário antes de passar a qualquer uma das outras opções. Em relação à função Renovar Empréstimo esta estendida a Marcar Devolução, devido ser uma função que pode ou não ser utilizada dependo do usuário. MER – Modelagem Entidade Relacionamento É a técnica de modelagem de dados mais utilizada, Criada em 1 976 por Peter Chen.

Permitindo fazer um modelo conceitual das coisas existentes no mundo real, transformando isso tudo m dados, baseando-se de ue o mundo consiste de entidades e que essas se relacionam e cipal ferramenta da MER 10 representação em diagrama, também conhecida como DER – Diagrama Entidade Relacionamento, que é composto por retângulos, losangos, linhas e círculos que indicam funções diferentes. As tabelas são constituídas por registros, que contem todos os dados acerca de determinado assunto. Os registros são formados por campos.

I Tabela Correios Colinas Nome I Telefone Rua I Marcelo I José dos santos | 1234-5678 I Maria Raul Ribeiro | 1234-8765 Exemplo de tabela Código Postal Cidade Colinas Na área em laranja representa o nome do campo e na área cinza são os registros que separados por campos. Cardinalidade É um tipo de restrição de integridade que representa as regras de negócio que quantificam a quantidade minima e quantidade máxima de relacionamentos entre uma determinada entidade e outras entidades distintas, através de um determinado relacionamento.

Cardinalidade mínima: define se o relacionamento entre duas entidades é obrigató PAGF 10 relacionamento um-para-muitos é usado quando uma entidade A se relaciona com uma ou mais entidades de B. Este relacionamento é representado pelo sinal I:N. Ex: O relacionamento muitos-para-muitos é usado quando várias entidades de A se relaciona com várias entidades de g. Este relacionamento é representado pelo sinal N:N ou N:M.

Administrador de dados – AD É a função responsável por desenvolver e administrar de modo centralizado as estratégias, procedimentos e práticas para o processo de gerência dos recursos de dados e aplicativos, incluindo planos para sua definição, padronização, organização, proteção e utilização. O administrador é mais conhecido como AD. ? tarefa de ficar geralmente para o gerente de projeto, em alguns casos ela é repassado ao coordenador de equipe ou então a um grupo de analista, mas sob a supervisão de um gerente. E é também responsável pelo o projeto lógico de banco de dados.

Modelo Conceitual de Dados permite descrever e representar sob a visão da realidade do ambiente a ser informatizado, sem um compromisso muito forte com regras ou modelos, apenas com a visão das entidades e dos relacionamentos que compõe o cenário, não se preocupando com regras de implementa 30. O modelo conceitual concentra-se o mais alto nível de abstr a em conta o banco de estrangeiras. Deve ser criado levando em conta os exemplos de modelagem de dados criados no modelo conceitual. No modelo físico fazemos a modelagem física do modelo de banco de dados.

Levam-se em conta as lim•taçbes impostas pelo SGBD escolhido e deve ser criado sempre com base nos exemplos de modelagem de dados produzidos no item anterior, modelo lógico. Linguagem C# A classe Usuário é definida pelo seu nome e idade, sendo utilizadas propriedades públicas para facilitar a manipulação das mesmas: Usuário. cs class Usuário private string NomeUsu; rivate int IdadeUsu; public int Idade get { return IdadeUsu; } set { IdadeUsu = value; } public string Nome metodologia ágil para equipes pequenas e médias desenvolverem softwares baseado em requisitos vagos e que se modificam rapidamente.

Dentre as principais diferenças da XP em relação às outras metodologias estão: feedback constante, abordagem incremental e a comunicação entre as pessoas é encorajada. SCRI_JM O foco dessa metodologia é encontrar uma forma de trabalho dos membros das equipes para produzir softwares de forma flexivel e em um ambiente em constante mudança. A idéia principal é que o desenvolvimento de softwares envolva muitas varáveis técnicas e de ambiente, como requisitos, recursos e tecnologia, que podem mudar durante o processo.

Isto torna o processo de desenvolvimento imprevisível e complexo, requerendo flexibilidade para acompanhar as mudanças. O resultado do processo deve ser um software que é realmente útil para o cliente. MSF Agile: A Microsoft Solutions Framework surgiu em 1994 como um conjunto de boas práticas compiladas pela Microsoft a partir de sua experiência na produção de software e em serviços de consultoria. Desde então, o MSF evoluiu, tornando- se um framework flexível para nortear o desenvolvimento de projetos de software.

Essa evolução também teve o intuito de acompanhar tendências bem sucedidas no meio da engenharia de softv,’are, como a capacidade de responder à necessidade de mudanças rapidamente. Desenvolvimento de MSF vem do Process Model for Application Development, um componente-chave do MSF (Microsoft Solutions Framework). Este modelo flexível melhora o controle do projeto, minimizam riscos, melhora a qualidade do produto e aumenta a velocidade do desenvolvimento no setor de oftware. O MSF é um process pas, que são os objetivos projeto.

Estas etapas são pontos importantes distribuídos no projeto, que podem ser revistos mesmo depois de concluídos. O modelo de processo MSF foi projetado para acomodar exigências de mudança do projeto, por iterações móveis com curtos ciclos de desenvolvimento, e versões incrementais da solução. Crystal/clear: é uma metodologia direcionada a projetos pequenos com equipe de até seis desenvolvedores. Um conjunto de metodologias criado por cockburn, as premissas apresentadas para existência deste conjunto são: Todo o projeto tem a necessidades, convicções e uma metodologia deferente.

O funcionamento do projeto é Influenciado por fatores humanos, e há melhora neste quando os indivíduos produzem melhor. Comunicação melhor e lançamento frequentes reduzem a necessidade de construir produtos intermediários do processo. Cristal é permitir que cada organização implemente as atividades que lhe parecem adequadas fornecendo um mínimo de suporte útil do ponto de vista de comunicação e documentos. DSDM (dynarmc system development method) Características: Progenitor do XP. Arcabouço para desenvolvimento rápido de aplicações Fixa tempo e recursos ajustando a quantia de funcionalidade.

Pequenas equipes. > Suporte mudança no requisito durante o ciclo de vida Fazes: Estudo das possibilidades Estudo dos negócios Iteração do modelo funcional Iteração de projeto e construção Implementação final Modelos evolucionários de fases se sucedem até se obter o sistema final. Um ciclo se inicia com a determinação de objetivos, alternativas e restrições (primeira tarefa) onde ocorre o comprometimento dos envolvidos e o estabelecimento de uma estratéga para lcançar os objetivos.

Na segunda tarefa, análise e avaliação de alternativas, identificação e solução de riscos, executa-se uma análise de risco. Prototipaçao é uma boa ferramenta para tratar riscos. Se o risco for considerado inaceitável, pode parar o projeto. Na terceira tarefa ocorre o desenvolvimento do produto. Neste quadrante pode-se considerar o modelo cascata. Na quarta tarefa o produto é avaliado e se prepara para iniciar um novo ciclo. A dlmensão radial representa o custo acumulado atualizado e a dimensão angular representa o progresso através da espiral.

Cada setor da espiral corresponde a uma tarefa (fase)do desenvolvimento. No modelo original foram propostas quatro tarefas (fases ou quadrantes). Um ciclo se inicia com a “Determinação de objetivos, alternativas e restrições “(primeira tarefa) onde ocorre o comprometimento dos envolvidos e o estabelecimento de uma estratégia para alcançar os objetivos. Na segunda tarefa “Avaliação de alternativas, identificação e solução de riscos”, executa-se uma análise de risco. rototipação é uma boa ferramenta para tratar riscos. Se o risco for considerado inaceitável, pode parar o projeto. Na terceira tarefa ocorre o desenvolvimento do produto. O modelo espiral completo está ilustrado na Figura abaixo: [pic] O modelo espiral é, atualmente a abordagem mais realistica para desenvolvimento de software em grande escala, e usa uma abordagem que capacita a empresa que presta o serviço, e o cliente a entender e rea ir aos riscos em cada etapa evolutiva.

Este tipo de mo siderável experiência Este tipo de modelo exige considerável experiência na determinação de riscos e depende dessa experiência para ter sucesso. Modelo espiral ganha-ganha As melhores negociações buscam um resultado ganha- anha. Isto é, o cliente ganha obtendo um produto, ou sistema que satisfaz à maior parte das suas necessidades, e o desenvolvedor ganha trabalhando com orçamentos e prazos de entrega realísticos e possíveis de serem cumpridos.

O modelo espiral ganha-ganha define um conjunto de atividades de negocia ção no começo de cada passagem, em torno da espiral. Ao invés de uma única atividade de comunicação com o cliente, as seguintes atividades são definidas: . Identificação dos principais interessados do sistema ou do subsistema. 2. Determinação das condições de lucro do interessado. 3. Negociação das condições de ganho do interessado para reconciliá-las no âmbito das condições ganha-ganha para todos os envolvidos.

Modelo de desenvolvimento concorrente O modelo de desenvolvimento concorrente é representado como uma série de grandes atividades técnicas, tarefas e seus estados associados. Ele define uma série de eventos que podem disparar transições de um estado para outro, para cada uma das atividades da engenharia de software. é frequentemente usado como um paradigma para o desenvolvimento de aplicações Cliente/Servidor. Pode ser aplicado a todo tipo de desenvolvimento de oftware e fornece uma visão exata de como está o estado do projeto.

Utilizando métodos formais eliminam-se muitos problemas encontrados nos outros modelos, como p. ex. , ambiguidade, incompletude e inconsistência, que podem ser corrigidas mais facilmente de forma não ad hoc, mas através de análise matemática. Modelo incremental Este modelo é uma extensão do modelo espiral sendo, porém mais formal e rigoroso. O desenvolvimento de um produto comercial de software é uma grande tarefa que pode ser estendida por vários meses, possivelmente um ano ou mais. Por isso, é mais prático dividir o trabalho em partes menores u iterações.

Cada iteração resultará num incremento. Iterações são passos em fluxo de trabalho e incrementos são crescimentos do produto. O princípio subjacente ao processo incremental e iterativo é que a equipe envolvida possa refinar e alargar paulatinamente a qualidade, detalhe e âmbito do sistema envolvido. Essa figura apresenta o modelo incremental: CONSIDERAÇOES FINAIS Com base nos dados coletados na pesquisa, é possível apontar algumas considerações. O inicio do trabalho foi identificar através dos estudos sobre UML, buscar as caracter[s para a construção

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *