Escalonador de processos

ESTÁCIO GRADUAÇAO TECNOLOGICA EM REDES DE COMPUTADORES SISTEMAS OPERACIONAIS ora to view nut*ge ESCALONAMENTO DE PROCESSOS José Lucas Ferreira de tempo compartilhado, o algoritmo de escalonamento tornou- se mais dificil porque, em geral, existem vários usuários aguardando por um serviço. Quando nos concentramos em servidores e estações de trabalho de alto desempenho em rede, é comum haver múltiplos processos competindo pela CPIJ, e, portanto, o escalonamento torna-se importante, ao contrário dos sistemas monousuário onde em poucos casos existem vários rocessos do usuário sendo executados ao simultaneamente.

CONCEITO DE ESCALONAMENTO DE PROCESSO Em um sistema operacional multiprocessamento com múltiplos processos em execução a decisão de qual será o processo seguinte a ser executado é tomada pelo escalonador de processos. Os objetivos do escalonador de processos são os seguintes: Eficiência: manter a CPU ocupada 100% do tempo; Justiça : garantir que cada processo receba uma quota justa do tempo da CPU > Tempo de resposta: minimizar o tempo de resposta para usuários interativos;

Turnaround: minimizar o tempo que usuários de processos batch aguardam por uma saída; preemptivo que aguarda cada tarefa se retirar de execução em função. SOS não preemptivos normalmente não servem para ambientes multiprocessados mais complexos e com vários usuanos. ALGORITMOS DE ESCALONAMENTO 3. 1 Shortest Job First Este é um escalonador para sistemas em batch. É necessário ter ao menos uma previsão do tempo de execução de cada tarefa. A vantagem é reduzir o tempo de resposta como um todo e não individualmente. 3. 2 Escalonamento Garantido

Funciona de forma diferente dos demais escalonadores porque este sistema garante que cada usuário terá uma fração da CPU independente da quantidade de processos alocados. Esta forma de escalonamento é normalmente usada em sistemas de tempo real. prioridade deve ser reduzida a cada quantum. PAGF3ÜFd importante é o tempo do quantum. [pic] TIPOS DE ESCALONAMENTO 4. 1 Curto prazo Decide que processo utilizará o processador[pic]. Sem preempção Um processo fica executando até terminar ou até ficar bloqueado. Com preempção Um processo pode ser interrompido e tornado pronto;

Quando chega um novo processo; Se um outro processo fica pronto; Quando acaba o seu tempo; Impede que um processo monopolize o processador, oferecendo um melhor serviço. Médio prazo [picl Implementa a troca de processos (swapping), que consiste em trazer completamente cada processo para a memória, executá-lo durante um tempo e então devolvê-lo ao disco. Longo prazo Decide se o S. O. pode executar mals um processo; Batch: escolhe o próximo job a ser executado; Usuário interativo: rejeita ou não a sessão. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *