O perfil e os conceitos na administração

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO – UFOP Gabriela da Silva Alves O PERFIL E OS CONCEITOS NA ADMINISTRAÇÃO EAD344 – TEORIA DA PUBLICA -SAO JOSE Professor: Breynner org tc view nut;Ege INISTRACAO “Quando a superioridade absoluta não for possível, você deve conseguir uma superioridade relativa no momento decisivo fazendo uso inteligente daquilo que você tem” (Carl von Clausewitz, 1832) Administrar consiste em dirigir recursos financeiros, humanos e materiais reunidos em unldades organizadas, dinâmlcas e capazes de alcançar os objetivos da empresa ou instituição e, ao mesmo tempo, proporcionar satisfação àqueles que obtêm o roduto/ serviço e àqueles que executam o trabalho, com base em três objetivos: * A satisfação do consumidor com o produto ou serviço produzido pela empresa; * O lucro obtido na comercialização do produto ou do serviço prestado; Coordenação- Ligação, união, harmonia dos atos e esforços coletivos. 5.

Controle- Verificação de que os eventos transcorrem, ou não, de acordo com as ordens dadas e o planejamento. As transformações nas organizações surgiram em um cenário de incertezas determinado por uma alta competição e instabilidade. Em períodos passados as organizações operavam em ambientes stáveis, onde era possível se prever as regras determinadas, porém a gestão na Empresa era algo complexo que enfrentava muitas resistências internas caracterizadas pela insegurança e desconhecimento do novo. Historicamente, no modelo americano, os executivos que dirigiam as empresas Industriais seguiram um padrão reconhecível de desempenho.

Esse padrão consistia em: Acumulação de recursos; Racionalização do uso dos recursos; Novo crescimento – baseado em diversificações nas pesquisas e desenvolvimento, engenharia de produto e desenho industrial; Nessa fase, antes de 1850, as Empresas industriais eram muito pequenas em comparação com as de hoje. Após a Guerra Civil, nos anos 1870 e 1880, as estradas de ferro e a urbanização rápida, criou novas necessidades para a melhoria na qualidade de vida da população, o que levou ao rápido nascimento das empresas de consumo direto. As empresas cresceram de tal forma que os novos aglomerados dessas empresas, tornaram-se demasiadamente grandes para serem dirigidas por pequenos grupos familiares, quando começaram a surgir as empresas multidepartamentais.

As grandes empresas consolidadas podiam gastar mais que as pequenas em pesquisas randes empresas consolidadas podiam gastar mais que as pequenas em pesquisas e desenvolvimento de produtos, bem na modernização do equipamento. Eliminou-se ainda o intermediário, atacadista, acontecendo à venda direta ao consumidor, mais barata. Uma onda de fusões ocorreu entre 1890 e 1900, com base na ideia de preços menores e utilização racional das fábricas. Com a expansão maciça das indústrias e crescimento de grandes impérios corporativos, houve a necessidade de uma organização formal. A expansão das linhas, crescimento dos mercados, a diversidade dos mercados e a diversidade de consumidores agravou a omplexidade e o crescimento passou ao plano mundial.

Resumindo as transformações ocorridas, a partir de quais mudanças ocorreram nas empresas de maneira geral, o processo das mudanças envolveram as seguintes etapas: * Cargos extintos e funcionários recolocados; * Criação do setor operacional; * Mudança no controle acionário; * Assumem cargos de direção pessoas de imprimem um novo estilo de liderança na empresa; Reorganlzação do processo produtivo; * Desenvolvimento de produto com tecnologia própria. A constatação da ligação desses aspectos garantiu a adoção de m novo estilo de liderança, com uma gestão mais técnica e decisiva para a modificação das empresas. As mudanças que se processam nas empresas são pares que integram um com texto global, onde o ambiente interno sofre as pressões do ambiente externo. Nenhuma empresa consegue a liderança sem levar em consideração os pontos importantes dentro e fora d PAGF3rl(F8 empresa consegue a liderança sem levar em consideração os pontos importantes dentro e fora de seus limites.

O líder tem grande importância neste cenário, pois a função de criar um clima organizaclonal próprio e capacitar às empresas ara as atuais mudanças são destinadas a ele. Na administração contemporânea, a Empresa direciona-se para a maximização de seus negócios, onde qualquer funcionário deve ser instruído para ser capaz de concentra-se em seu trabalho e fazer o melhor possível, contribuindo assim para que a empresa consiga com que todos agreguem valor a suas atividades e não o contrário. Este novo estilo de líder caracteriza, de acordo com KANTER (1 997), algumas habllidades e sensibilldades essencials que envolvem o saber, como competir, sem prejudicar a cooperação, a sustentação de elevados padrões éticos, manter a humildade ara aprender sempre coisas novas entre outros aspectos.

Isso significa, segundo KANTER (1997), que o gerente precisa acreditar no indivíduo e não no poder de uma posição em si, ser capaz de colaborar e conectar-se com novas equipes de várias formas, e, finalmente ter vontade de continuar aprendendo sempre. As pessoas estão inseridas em um contexto organizacional, elas atuam em dlferentes atlvidades, ocupando diversas posições em vários níveis organizacionais. Muitas cuidam do trabalho de outras pessoas. Estas tidas como líderes elas envolvem as pessoas e as organizações de forma a torná-la produtiva e tuante no mercado cada vez mais competitivo. segundo CHIAVENATO (2004, p. 446) “A liderança é, de certa forma, u PAGF cada vez mais competitivo. forma, um tipo de poder pessoal. Através da liderança uma pessoa influencia outras pessoas em função dos relacionamentos existentes De acordo com STONER (1999, p. 44) “liderança é o processo de dirigir e influenciar as atividades relacionadas às tarefas dos membros de um grupo” Percebe se que apesar de existir vários conceitos acerca da liderança, eles remetem sempre o poder de influenciar as pessoas. Sendo esta característica pessoal existente em poucas pessoas. Existem vários tipos de líder em nossas organizações por exemplos os líderes apoiadores, diretivos, participativo, orientado para as metas ou resultados. Estes estilos podem ser encontrados em um único líder outros possuem apenas um destes estilos. A diferenciação de um para o outro é na forma de agir diante dos colaboradores e quais as suas prioridades na hora de tomar uma decisão. Os Líderes não são necessariamente o gestor de uma empresa elou gerente elou presidente.

O verdadeiro líder possui uma qualidade que é iminente para o seu sucesso junto os colaboradores é a capacidade de servir, em vez de ordenar, é judar no desenvolvimento atrelando suas necessidades com os valores da organização. O líder tem que deixar transparente o desejo de servir, tem que ter espiritualidade. É preciso aliar os valores das organizações com os dos colaboradores, eles precisam ver sentido no que fazem se dispor a serviço de outras pessoas. A espiritualidade ela vem trazer uma convivência pacifica entre colaborad serviço de outras pessoas. A espiritualidade ela vem trazer uma convivência pacifica entre colaboradores e empresas, que estes passam a considerar a empresa como algo complementar da sua felicidade e não um lugar de tormento.

Cabendo ao líder a tarefa de incentivar a o desenvolvimento espiritual dos liderados, levando os a questionar qual o seu verdadeiro papel na organização, a desenvolver os talentos existentes, aumentando a satisfação e consequentemente a produtividade. Contudo o líder espiritualizado ama o seu colega de trabalho, tratando o amor como um comportamento, considera o sucesso da organização como um mérito conjunto tanto dele como dos colaboradores que contribuíram. Entretanto o líder é possuidor do poder aparente por que ele tem a característica de influenciar as pessoas, ele é percebido or todos, e transparente pelo fato de servir as pessoas com transparência, dedicação, honestidade.

Na administração contemporânea, levando-se em conta a competitividade eminente, o que está em voga é a capacidade de inovar, e o ser humano passou a ser a peça mais importante nesse processo, segundo Waldez Luiz Ludwig, consultor em gestão empresarial e palestrante. * Os empregados dizem que está difícil conseguir emprego e os empregadores dizem que está difícil de encontrar pessoas talentosas. * Você tem que saber quanto você vale no mercado. * As pessoas não ganham pela sua importância, mas pela sua raridade. ? a lei da oferta e procura que determina os salários. * Não viva no passado: Senhor de Engenho (Dono), Gerentes (Capataze determina os salários. (Capatazes), Funcionários (Escravos). O sonho do funcionário com cabeça de escravo é se aposentar, e ele qualquer probleminha é suficiente para dispensa de 3 dias. A primeira pergunta em uma entrevista deveria ser: Qual o teu sonho? * A empresa deve colaborar de algo forma para a realização das * Conheça as tuas forcas e fraquezas e se fortaleça sempre. * Não existe mais emprego de mão de obra. Não se contrata mais apenas por uma mão, se contrata pelo talento. Você quer contratar o talento das pessoas, os sonhos das pessoas. ‘k As grandes empresas não buscam apenas gerentes, mas buscam verdadeiros líderes. * Contrate empreendedores como funcionários. Estes tocam a sua empresa como se fosse deles. É o tipo de pessoa que nunca responde “isso não é comigo”. Ele é um microempresário dele mesmo. Busca oportunidades.

Corre Riscos, mas sem Correr Altos Perigos através de Planejamento. Ama trabalhar. Ama o que * A tua carreira é só tua. Não delegue para o teu chefe, nem para a tua empresa. * A escola não forma empreendedor. * Quando se põe a qualidade antes da estratégia, acaba azendo-se “a melhoria do cocô”. * Antigamente o patrimônio era visto como extremamente importante para as empresas, mas o que de fato importa para as empresas saa as pessoas. No futebol, você não põe gente no time só porque “é de confiança”, mas que não tem competência, então porque você contrata pessoas assim para sua empresa? mas que não tem competência, então porque você contrata pessoas assim para sua empresa? Quando o mar está calmo qualquer barco navega bem. Quando o mar se agita, já não é para qualquer um. * Em um primeiro momento, a sociedade buscava resolver suas ecessidades básicas, posteriormente buscou-se serviços que vão além da necessidade e proporcionam conforto, depois se consome o prazer e a atratividade, posteriormente a cidadania (o verde) e conceito (as grandes idéias, as empresas bacanas, o fim das grifes). * Não melhore o circo. Crie o seu Circo. * A Liderança Feminina: A sociedade matriarca. A mulher consegue ver o todo e o detalhe. * Liderar é transformar ideias em ações liberando a energia de todos para a realização de um sonho coletivo. Se você não sabe aonde vai ninguém te seguirá. * Contrate pessoas talentosas, contrate pessoas melhores do ue você. * O que você faz melhor que todo mundo? * Talento é o que você faz que os outros acham que você faz melhor que os outros. A questão não é fazer o que gosta, mas gostar daqullo que REFERÊNCIAS: CHIAVENATO, Idalberto. Administração de novos tempos . Rio de Janeiro: Campus, 2004. KANTER, R. M. , Rosabeth Moss Kanter on the Frontiers of Management. Boston: Harvard Business School Press, 1997. SARDI, J. A.. Estudos de Administração Geral. 1. ed. Ouro preto: Editora da UFOP, 2007. STONER, James A. F. Administração. Rio de Janeiro: LTC, 50 edição. 1999. PAGF8rl(F8

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *