Copa do mundo de 2014 no brasil

SUMÁRIO EXECUTIVO DOS ESTUDOS DESENVOLVIDOS PELA ASSOCIAÇAO BRASILEIRA DE INFRAESTRUTURA E INDUSTRIAS DE BASE – ABDIB sog A ÉGIDE DO TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA N. 1/2008 (ME/CBF/ABDIB) INTRODUÇAO Como parte das iniciativas para preparação e organização da Copa do Mundo FIFA 2014 foi formalizado, em 13 de maio de 2008, Termo de Cooperação Técnica entre o Ministério do Esporte (ME), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base – ABDIB tendo como objeto a elaboração de estudos e projetos, pela ABDIB, visando subsidiar a U ? infraestrutura nece n futebolístico.

Entre maio de 2008 e 50 (cinquenta) profis to view nut*ge -os no que concerne o referido certame junto de mais de ultores, técnicos e especialistas nas diversas areas de infraestrutura procederam a visitas de caráter institucional e técnico junto às 18 (dezoito) cidades candidatas a sediar os jogos da Copa 2014com objetivo de colher informações e dados para avaliação de centenas de projetos de investimento.

O estudo desenvolvido pela ABDIE concentrou-se em nove dimensões especificas de infraestrutura a seguir elencadas: • Mobilidade urbana; • Aeroportos; • Portos; Rede Hoteleira; • Rede Hospitalar; Energia; • Saneamento; Segurança e desempenho específicos, associados às diversas (nove) áreas de infraestrutura analisadas. Foi ainda elaborado, pela ABDIB, relatório resumo de diagnóstico do conjunto das cidades avaliadas denominado “Relatório de Análise da Infraestrutura das Cidades Candidatas à Copa do Mundo FIFA Brasil 2014”.

A partir destes elementos, o Ministério de Esporte (ME) selecionou, no trabalho desenvolvido pela ABDIB, os diagnósticos elaborados para cada cidade candidata, considerando as nove dimensões analisadas, bem como respectivos quadros resumo e quantidade e custos dos projetos de investimento avaliados como relevantes e pertinentes para melhoria da infraestrutura urbana no âmbito da preparação da Copa 2014, em cumprimento ao disposto na alínea “a” do item II da Cláusula Segunda do Termo de Cooperação Técnica, na qual o referido órgão se compromete a publicar, em seu respectivo sítio eletrônico na Internet, os resultados obtidos dos estudos e projetos desenvolvidos. O resumo da seleção efetuada, considerando cada cidade candidata, é apresentado no tópico a seguir. SINTESE DA AVALIAÇAO DA INFRAESTRUTURA URBANA DAS CIDADES CANDIDATAS A SEDE DA COPA DO MUNDO FIFA 2014 BELÉM – PA DES AQUES Transportes – Aeroportos e Portos: Os indicadores de aeroportos apresentam-se acima do valor Ideal em todos os casos. Os terminais, pistas de pouso e decolagem não estão saturados. A cidade apresenta uma baixa taxa de ocupação dos seus vãos internacionais.

OPORTUNIDADES Rede Hoteleira: A cidade de Belém oferece margem para a oferta de quartos na categoria L ristas que buscarem esse PAGF 39 para a categoria Superior, já está no limite do que é considerado o Mínimo para ser oferecido aos turistas. Tendo em vista a ituação em que se encontra hoje, existe a necessidade de novos investmentos em todas as categorias hoteleiras, com exceção da categoria Luxo. PONTOS DE ATENÇÃO Transportes – Mobilidade Urbana: Três dos quatro indicadores avaliados se encontram abaixo do valor Mínimo e somente o indicador de Habitantes por Táxi se encontra em situação acima da Ideal. Belém precisa de investimentos para melhorar os indicadores nesta dimensão.

Energia: A cidade apresenta os indicadores de suprimento acima do nível Ideal, mas os principais indicadores de fornecimento (DEC e FEC), apresentam valores abaixo do valor mínimo equerido. Considerando a situação atual, a realização de eventos da Copa do Mundo 2014 em Belém pode gerar riscos de interrupção do fornecimento de energia durante os eventos. Rede Hospitalar: A cidade apresenta déficit de leitos normais, tanto públicos quanto pnvados. O número de médicos demonstra que a cidade está pouco acima do valor Mínimo determinado neste estudo, o que restringe o atendimento da população que utiliza o sistema público de saúde. Saneamento: Cerca de um domic[lio de cada cinco em Belém não possui acesso a rede de abastecimento de água. A cidade nfrenta problemas na cobertura e tratamento da rede de esgoto.

Dos oito indicadores de saneamento avaliados, sete deles está abaixo do valor minimo estabelecido neste estudo, o que indica a necessidade urgente de investimentos nesta dimensão. Segurança: A cidade apresentou dois indicadores de criminalidade acima do valor tolerável, um entre o valor tolerável e o recomendável e somente 39 recomendável e somente a taxa de roubo de veículos apresentou-se abaixo do valor recomendável. No tocante aos indlces operacionais e de efetivos, quatro dos seis se encontram entre os níveis mínimo e Ideal e os outros dois estão acima do ível Mínimo. Telecomunicações: Dos três indicadores analisados, a cidade de Belém está abaixo do nível mínimo em dois deles.

Somente no indicador de teledensidade fixa, a cidade está próximo do ideal. TABELA RESUMO DE QUANTIDADES DE PROJETOS E VALORES POR ÁREA DE ANÁLISE. A tabela a seguir, consolidada para cada uma das dimensões analisadas, resume a quantidade de planos existente e os adicionais recomendados, com os respectivos valores que foram apresentados e considerados para a cidade: BELO HORIZONTE – MG DESTAQUES Transportes – Mobilidade urbana: Dos seis indicadores desta imensão, Belo Horizonte apresenta três deles além do valor ideal, e os outros três entre o valor mínimo e o Ideal. O uso do transporte sobre trilhos é bastante racional, refletindo em boas condições de conforto aos passageiros.

Além disso, o indicador de velocidade média é próximo do valor Ideal estabelecido pelo estudo. Transportes – Aeroportos e Portos: Os três índices estão além do valor ideal, e os Aeroportos (Confins e Pampulha) não apresentam os terminais saturados. O percentual de ocupação dos vôos internacionais do aeroporto de Confins é baixo devido o número reduzido de voos internacionais diretos. Energia: A cidade possui um bom nível de fornecimento de energia para os consumid rbana. Os indicadores de 9 energia estão todos acima do valor Ideal estabelecido. Considerando a situação atual do cenário de energia, a cidade reúne condições para pleitear ser sede de jogos da Copa do Mundo 2014.

Rede Hospitalar: A cidade apresenta os indicadores de leitos normais levemente abaixo do valor m[nimo e possui também um déficit de leitos públicos de UTI. Nos itens de leitos privados de UTI e médicos por habitante, a cidade superou os níveis Ideais. Telecomunicações: A cidade atingiu em 2007 0 nível Ideal em d01S indicadores, os de teledensidade fixa e móvel, ficando apenas com a quantidade de acessos de banda larga abaixo do nlVel Mínimo. PONTOS DEA ENÇAO Rede Hoteleira: Nesta dimensão a cidade de Belo Horizonte apresenta três de seus indicadores aquém do valor minimo, dos entre valor mínimo e o Ideal e um no nível Ideal. A cidade deverá empenhar esforços para poder pleitear ser sede de jogos da Copa do Mundo FIFA.

Saneamento: A cidade apresenta três dos oito indicadores abaixo do valor mínimo, sendo que outros dois indicadores se ituam entre nos níveis mínimo e Ideal e três se encontram em nível igual ou superior ao Ideal. Para pleitear jogos da Copa do Mundo FIFA, a cidade deve realizar investimentos na melhoria dos indicadores em condição desfavorável. Segurança: A cidade de Belo Horizonte apresentou cinco dos dez indicadores aquém do nlVel Mínimo, com situação preocupante para os índices de roubos e quantidade de habitantes por policial civil. Três indicadores se encontram entre os níveis Mínimo e Ideal e somente dois supe Mínimos estabelecidos.

QUANTIDADES DE PROJETOS E VALORES POR ÁREA DE ANÁLISE DE INFRAESTRUTURA. analisadas, resume a quantidade de planos existentes e os adicionais recomendados com os respectivos valores que foram BRASÍLIA – DF DESTAQUE Telecomunicações: Dois dos três indicadores se encontram em nível superior ao Ideal, e a cidade deveria focar seus esforços para melhorar os acessos de banda larga, indicador que se encontra entre os níveis Mínimo e Ideal. Segurança: A cidade de Brasnia apresentou três dos quatro indicadores de criminalidade com o nível melhor que o valor padrão Recomendável, bem como o número de efetivos existentes para atendimento da cidade.

Se somente fossem considerados estes aspectos, Brasília seria destaque nesta dimensão, contudo, pelo fatos dos indicadores operacionais levantados estarem abaixo do nível Mínimo, esta dimensão foi considerada como tendo oportunidades consideráveis de melhorias. Transportes – Mobilidade Urbana: Brasília possui os indicadores de ocupação média das unidades de transporte e de habitantes por táxi, aquém do valor Mínimo estabelecido. O indicador de quantidade de passageiros transportados por veículo ferroviário está entre o nível Mínimo e Ideal, e os indicadores de quantidade e passageiros transportados por ia por ônibus e velocidade média de deslocamento estão em patamares superiores ao nível Ideal. ndica a necessidade de ampliação do terminal para atender a demanda prevista para 2014. A operação das pistas do aeroporto oferece segurança e a taxa de ocupação de vôos internacionais é baixa, o que se reflete em ambos Indicadores que superam os níveis Ideais estabelecidos. Rede Hoteleira: Nesta dimensão, Brasília apresenta três dos seis indicadores situados entre o valor Mínimo e o Ideal. Embora a cidade indique uma oferta maior para a categoria Super- Econômica (índice superior ao nível Ideal), ela necessita de novas unidades habitacionais para as demais categorias (Luxo, Superior e Econômica) atingir este nível. Além disso, há a necessidade de investmentos por conta do crescimento vegetativo.

Energia: A cidade apresenta os indicadores de suprimento de energia acima do valor Ideal, porém valores abaixo do valor Mínimo em relação aos indicadores de distribuição. Considerando o atendimento ao consumidor, nota-se que a continuidade do fornecimento de energia está abaixo do valor Mínimo, o que demonstra que existem desafios a serem uperados para que a cidade possa pleitear ser sede de jogos da Copa do Mundo FIFA. Rede Hospitalar: Os índices apresentados demonstram que a cidade está abaixo do valor Mínimo em dois indicadores de um total de cinco, que correspondem a leitos públicos, tanto normais quanto de UTI, e que possuem um peso maior para a análise da dimensão.

Ações devem ser tomadas no setor para que a cidade possa pleitear ser sede de jogos da Copa do Mundo FIFA. Saneamento: Os dados apresentados por Brasília demonstram que quatro dos sete indicadores avaliados se encontram abaixo do nível Mínimo, o indicador de cobertura da rede de esgoto se ncontra entre o nív PAGF 7 39 abaixo do nível Mínimo, o indicador de cobertura da rede de esgoto se encontra entre o nivel Mínimo e Ideal e os outros dois são iguais ou superiores ao nível Ideal. Além de procurar melhorar o percentual de esgoto tratado e de lixo reciclado, Brasília também deve melhorar sua capacidade de abastecimento de água aos habitantes da cidade e aumentar o percentual de ligações hidrometradas.

TABELA RESUMO DE QUANTIDADES DE PROJETOS E VALORES POR ÁREA DE ANÁLISE DE INFRAESTRUTURA CAMPO GRANDE – MS Energia: Os indicadores desta dimensão estão acima do Ideal, ? exceção da Frequência Equivalente de Interrupção – FEC que, embora esteja abaixo do Ideal, está bem próximo. Os indicadores do Tempo Médio de Mobilização das equipes de emergência – TMM e do número de Ocorrências/ Emergências – OCOR estão abaixo do Mínimo, o que denota um foco em investimento para aumento na qualidade da prestação do serviço. Transportes – Aeroportos e Portos: O Aeroporto de Campo Grande possui bons indicadores no tocante à capacidade e grau de saturação, tanto na pista quanto do terminal.

Contudo, a modernização e priorização na qualidade do atendimento aos assageiros podem ser o foco dos investimentos, para a melhoria das suas condições. Rede Hospitalar: Com dois indicadores acima do Ideal (leitos privados de UTI por habita ade de médicos por privados normais por habitante), são necessários investimentos principalmente na rede pública, como demonstrado pelos indicadores de quantidade total de leitos públicos normais e quantidade total de leitos públicos de IJTI, para que o nível Mínimo ou o Ideal seja alcançado. Transportes – Mobilidade Urbana: Campo Grande conta hoje com um sistema de transporte público bastante satisfatório, m sistema viário bem planejado e vias largas.

Com a conclusão das intervenções e obras planejadas e demonstradas no plano de investimentos existentes, além da obra adicional necessária, todos os gaps atingirão o nivel Mínimo, como alguns ultrapassando inclusive o nível Ideal. Rede Hoteleira: A cidade não possui hotéis de luxo, e os hotéis de categoria econômica estão com uma taxa de ocupação elevada, aquém do indicador Mínimo. As demais categorias estão acima do Mínimo, contudo, nenhuma acima do Ideal. Diante desse quadro, percebe-se que há necessidade de investimentos em odas as categorias. Segurança: Todos os indicadores estão acima do Mínimo, ? exceção do roubo de veículos e quantidade de habitantes por policial militar, que estão acima do Ideal, e à quantidade de roubos que, embora próxima do indicador Mínimo, necessita de investimentos para melhoria.

Telecomunicações: A cidade apresenta um quadro bastante heterogêneo neste quesito, pois cada indicador demonstrou um resultado: o percentual de teledensidade fixa, embora abaixo do Mínimo, está um ponto percentual apenas abaixo; o percentual de teledensidade móvel está acima do Ideal, enquanto a uantidade de acessos de banda larga por habitante se apresenta abaixo do Mínimo. PONTOS DEA ENÇÃo se apresenta abaixo do Mínimo. Saneamento: Campo Grande avançou multo em termos de saneamento nos últimos anos, graças aos investimentos realizados pela atual prestadora dos serviços. Mas há muito investimento a ser feito ainda, notadamente em coleta e tratamento de esgotos, para que os níveis Mínimos sejam alcançados. Com a realização dos investimentos previstos, a tendência do quadro é que experimente sensível melhora.

AREA DE ANALISE DE INFRAESTRUTURA CUIABÁ – MT Energia: Os indicadores desta dimensão estão acima do Mínimo ou do Ideal, à exceção da Frequência Equivalente de Interrupção – DEC, do Tempo Médio de Mobilização das equipes de emergência – TMM e do número de Ocorrências Emergências mensais – OCOR, o que denota um foco em investimentos para aumento na qualidade da prestação do serviço. Telecomunicações: Cuiabá apresenta dois indicadores com nível acima do Ideal, que são o percentual de teledensidade fixa e o percentual de teledensidade móvel, com apenas a quantidade de acessos banda larga por habitante com nível abaixo do Mínimo.

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *