Como montar um ppra

PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais Documento-Base Exercício: Março/201 or7 to view nut*ge Metalúrgica Universal programa permanente de controle dos riscos ambientais existentes nos diversos âmbitos de cada estabelecimento e constitui parte integrante do conjunto mais amplo das iniciativas da empresa no campo da prevenção e da proteção dos trabalhadores.

Através da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequentemente controle dos riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho, as empresas oderão estabelecer critérios de pré-seleção de quais riscos ou de quais medidas de controle serão mais adequadas e propícias para sua realidade. Independente de sua principal finalidade de ação e abrangência, o PPRA deve ser adequado para cada tipo de empresa, ou até mesmo para cada tipo de estabelecimento, levando-se em conta as características básicas de cada área, setor, processo ou atividade.

O PPRA pode ser estruturado basicamente em quatro etapas principais, sendo elas: • Antecipação e reconhecimento dos riscos; ?? Estabelecimento de prioridades e metas de avaliação e controle; • Avaliação dos riscos e da exposição dos trabalhadores; • mplantação de medidas de controle e avaliação de sua eficácia; • Monitoramento da exposição aos riscos; • Registro e divulgação dos dados. a. ) A primeira etapa é aquela voltada à antecipação dos riscos ambientais, que requer um estudo detalhado dos processos operacionais existentes ou de ante projetos de implantação de um processo de atividade, observando-se os produtos ou recursos utilizados, matérias primas, aditivos, produtos ntermediários, produtos finais, as condlçbes de operação (temperatura, pressão, manutenção, etc. ) e as medidas de controle já implantados, devendo ser reavaliada sua eficiência sempre que necessária. a. ) Esta fase vem ao encontro do ue chamamos de “Prevenção” ou mesmo antevisão dos s a serem detectados PAGF9ÜF7 a introduzir medidas de proteção para sua redução ou eliminação. b. 1) A próxima etapa do programa se refere ao reconhecimento dos riscos existentes nos locais de trabalho, onde devem ser informados, no mínimo: 1. O risco identificado; 2. As fontes, causas existentes no ambiente de trabalho e eventuais trajetórias dos agentes até os expostos; 3. Atividade, tipo e tempo de exposição; 4. A existência de efeitos, queixas existentes, ou alteração da saúde relacionadas aos agentes; 5.

A categoria do risco na qual se enquadra a situação, em função dos efeitos do processo operacional; 6. As medidas já existentes, suas propostas de alterações e as medidas de controle a serem implantadas; 7. O prazo de conclusão para alterações do processo, equipamentos, operação ou atividade. Divulgaçao do PPRA A divulgação do PPRA será feita da seguinte forma: Reunião com os empregados dos diversos setores de trabalho para esclarecimento sobre os riscos que estão expostos. O PPRA ficará à disposição dos trabalhadores interessados e da fiscalização do Ministério do Trabalho.

Conceituação Riscos Ambientais Os agentes ambientais estudados pela Higiene Industrial,Podem ser divididos em três grupos,em fun 30 de sua natureza e da forma como atuam no org PAGF3n,F7 será de acordo com o potencial do risco. Trata-se de valores abaixo do Limite de Tolerância, com o qual eve-se tomar medidas de controle para não admitir que estes níveis venham a atingir ou superar o Limite de Tolerâncla. Risco Grave e Iminente Considera-se risco grave e iminente toda condição ambiental de trabalho que possa causar acidente do trabalho ou doença profissional com lesão grave e integridade fisica do trabalhador.

Grupo Homogêneo de Exposição-GHE Corresponde a um grupo de trabalhadores que experimentam exposição semelhante,de forma que o resultado fornecido pela avaliação da exposição de qualquer trabalhador do grupo seja epresentativo da exposição do restante dos trabalhadores do mesmo grupo Reconhecimento dos Riscos Ambientais (Conforme Cronograma de Metas e Ações) grandes esforços. Comprador/ Vendedor Produção Setor Maquina Função Homens/Mulheres Tipos de Função Tornearia Torno automático c/ Cabeçote móvel DEIta Operador Auxiliar De pé,trabalho leve,em maquina,principalmente com os braços.

Tornearia Torno automático Inder Operador / O De pé,trabalho leve,em maquina,principalmente 2 com os braços. Tornearia Torno automático Traub CB 42 Operador Avaliação Ambientais Quantitativas PAGFsrl(F7 Rosqueamento) Operador/Auxiliares (Maq. Rosqueadeira Brega 125) 09h 55 min 88Db Critico Medidas de controle EspecTicas Agente Ambiental Medidas de Controle Ruído Foi detectado que há um n[vel de rudos bem acima do estipulado pela Nr 15.

Já existe na empresa a obrigação do uso do protetor auricular,porém ressaltamos a importância do constante monitoramento e conscientização dos colaboradores com respeito á obrigatoriedade e o modo correto de utilização do mesmo. Observação:Foi detectado um numero desprezível de poeira espirável,embora o resultado da analise realizada no local tenha apresentado valores baixos,recomendamos que a utilização da mascara de proteção seja obrigatória,bem como a sua correta utilização.

GHE-004- Manutenção Manutenção: Mecânico e auxiliar industriais,medimos durante a jornada de trabalho,jornada de 09 h 45 min ;Não foi Detectado risco de Ruido pois os trabalhadores não ficam totalmente expostos na jornada toda,eles só se expõem ao risco quando alguma maquina da algum defeito. Então recomendamos um protetor auricular para visita ao local de produção. PAGFarl(F7

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *