Redação com o tema: o parque hoteleiro de belo horizonte para a copa de 2014

As reformas ou const disso, as cidades terã e OF2 as seleções e torced s – • Das doze cidades, Be Redação com o tema: o parque hoteleiro de belo horizonte para a copa de 2014 Premium By Adne28 27. 2012 2 pages O parque hoteleiro de Belo Horizonte para a Copa de 2014 O Brasil tem pouco mais de dois anos para terminar os preparativos para sua segunda Copa do Mundo de futebol. A primeira, em 1950, teve partidas disputadas em seis cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba e Recife. Na Copa de 2014, o número vai dobrar: doze cidades vão eceber o mundial e, para isso, precisam correr contra o tempo. Vipe view nent page omeçaram. Além rutura para receber passou pelo crivo da FIFA e será uma das sedes dos jogos. Em relação ao estádio oficial da capital mineira, o Mineirão, que poderá ser palco de dois jogos da Seleção Brasileira, nas oitavas e nas semifinais, a reforma já passou da metade e tem previsão de entrega em 21 de dezembro de 2012. Já a infraestrutura que engloba rede hoteleira, sistema de transporte urbano, aeroportos, segurança pública e também opções de lazer, ainda não se fez muito. Na infraestrutura, o quesito hotelaria está bem deficiente.

Entre as 10 principais redes hoteleiras do país, BH ocupa a penúltima posição em termos de oferta de leitos. Isso mesmo sendo a quarta do país com maior número de estabelecimentos hoteleiros. De acordo com o IBGE, numa pesquisa considerando hotéis, na categoria turistica e econômica; 9% na superior; 30% na simples. Desses 291 estabelecimentos, 34% são motéis. A Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo de Minas Gerais (SECOPA-MG), divulgou que até 2014, BH terá recebido 1 bilhão em investimentos para a construção de 75 novos hotéis.

Já estão em construção 34 unidades, e outros 17 empreendimentos estão em processo de licenciamento. Na região metropolitana serão 24 novos melos de hospedagem até a Copa. Esses números deveriam tranquilizar, mas no geral, BH, que não tem rotina turística, poderá não conseguir atender às expectativas estrangeiras no atendimento. Várias escolas técnicas e a Prefeitura junto a Belotur (Empresa Municipal de Turismo) estão disponibilizando cursos de capacitação para a população em geral – camareiras, garçons, taxistas e quem tiver interesse – assim mesmo, a procura está sendo insuficiente.

Outra questão que vem à tona é sobre como ficará a área investida depois que a copa passar? Essa pergunta está sendo feita por muitos, mas por enquanto só há respostas sucintas. Há por aí alguns rumores sobre investimentos em Turismo de Negócio. Enfim, após a conclusão desses projetos, o quadro hoteleiro de Belo Horizonte certamente estará melhorado, não apenas com maior número de hotéis, mas também com mais opções de qualidade e preços. Resumindo, os estabelecimentos novos tendem a suprir a necessidade objetivada e os já existentes também, pois ampliarão a quantidade de leitos disponíveis.

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *