Trade marketing

Trade Marketing O termo Trade Marketing significa um marketing aplicado para o varejo. O curso de marketing aplicado para o Trade Marketing tem os objetivos e conceitos do marketing tradicional porém suas aplicações são um pouco diferentes, por ter o foco diferenciado. O marketing tradicional é focado no consumidor e o trade marketing é focado no shopper. Antigamente nunca houve uma preocupação por parte de algumas empresas sobre a negociação de compras, porém após os anos 90 começou uma cena que hoje em dia esta em alta: O consumidor começ O Trade Marketing c OF4 com estratégias dec una, W. ent page envolvendo algumas Embalagens mais atr a ser valorizado. ande dimensão Venda das lojas, mercadoria – estratégico dos produtos dentro da loja – Estudo sobre o consumidor de cada empresa/loja/marca para saber o que eles buscam, o que querem encontrar e como esperam encontrar uma mercadoria. Visando estes fatores o Trade marketing surgiu como foco das lojas facilitando o Marketing através do varejo. Atuando na união entre a necessidade do consumidor e a oferta do produto. Focando em uma relação saudável do consumidor com a log[stica do varejo, onde o giro rápido de mercado é estimado pelos lojistas.

Essas e outras maneiras de giro rápido de mercadoria dentro da loja o profissional de Trade Marketing faz um estudo sobre a empresa e sobre os consumidores para entender qual a melhor forma da mercadiria sair rapidamente da loja, porém deixando o é uma parte importante na estratégia de marketing das organizações que planejam maximizar a diferenciação dos seus produtos e serviços nos pontos-de-venda. É, consequentemente, uma disciplina de marketing que orienta o desenvolvimento das relações entre fabricantes e canais de venda, pelo entendimento das necessidades entre marcas, pontos-de-venda e consumidores.

O trade marketing analisa os hábitos e preferências dos consumidores para o sucesso das estratégias de marketing e vendas. Define quais canais de mídias serão utilizados, que produtos desenvolvidos e que canais de comercialização para atender as preferências de consumo do público-alvo. O processo contínuo de fragmentação dos canais de midias, somado a uma maior especialização dos canais de venda, num contexto no qual o consumidor está cada vez mais difícil de ser conquistado, criou um cenário de competição acirrada ao qual as empresas lutam ferozmente por participação de mercado.

Nesse enário, continua sendo fundamental desenvolver marcas fortes que estabeleçam condições de enfrentamento da concorrência, dos canais de venda pela sua comercialização e, o mais importante, o share de preferência dos seus consumidores-alvo. O trade marketing estabelece ainda, a necessidade de se adaptar produtos, logística e estratégias de marketing, de modo a conquistar o consumidor nos pontos-de-venda, com um modelo de parceria entre os fabricantes e seus canais de vendas.

O Papel Do Trade Marketing Nos últimos 30 anos o mercado tem assado por várias transformações as quais t ecessidade do produto se 2 O poder de negociação, antes centralizado em sua grande parte nas indústrias está sendo direcionado aos varejistas, que desenvolvem suas próprias ações de mercado, desenvolvendo uma imagem diferenciada junto ao consumidor final, não mais dependendo de se fortalecer apenas com a marca de um determinado produto.

Os varejistas têm adotado uma postura altamente agressiva pois há grande semelhança nas características dos produtos oferecidos por todos e não há como centralizar esforços apenas em promoções de preços mas também agregar valor através dos serviços prestados (prazo de entrega, montagem, pós venda, etc. e relacionamento com o cliente. Há então certa Independência dos varejistas, Junto aos fornecedores.

Os varejistas passaram a se fundir, tornando grandes redes, com maiores poderes de negociação, obtendo melhor condição de negociação e com grandes condições de exigirem uma atenção diferenciada também junto aos produtores. As indústrias produtoras, para manterem sua competitividade e não perderem mercado Junto aos seus concorrentes deverão atuar com um Trade Marketing que terá suas ações exclusivas através do Business to Business, buscando três situações em articular: Concentração de vendas: a concentração de vendas no B2B gera dependência ao produtor.

Tal dependência enfraquece o poder de negociação e em caso de crise financeira poderá afetar diretamente os resultados da empresa, causando inadimplência. Neste caso, a tarefa do Trade Marketing é buscar evitar a centralização de vendas dos rodutos em um unico cliente ou em poucos clientes. 3 determinado produto e o revende obtendo sua lucratividade. O Trade Marketing deverá desvincular a idéia de que o preço é o único fator decisivo e desta forma agregar valor apresentando odos os beneficios e vantagens que seus produtos oferecem a revenda do varejista (ex: agilidade, garantia, marca).

Se o preço sempre for compreendido como uma condição determinante as negociações poderão se tornar muito desgastantes pois não estará existindo um verdadeiro relacionamento de parceria junto à empresa e o vare]ista. Rentabilidade: o Trade Marketing deve avaliar o valor de acordo como cliente e identificar as margens de resultado em cada um deles. O foco em vendas de grandes volumes irá ampliar os resultados financeiros finais, obtidos com a oferta de valor feita ao cliente.

O papel do Trade Marketing é conquistar o consumidor final no ponto-de-venda garantindo que a empresa produtora consiga não apenas expor seus produtos mas também fazer com que as estratégias de marketing adotadas se mantenham atrativas despertando o interesse de compra. Supervisores de Trade Marketing Supervisor de trade marketing é o profissional que acompanha o andamento das campanhas de pesquisa de mercado onde a empresa vai até o consumidor. Ações do tipo “cartazes específicos”, “apresentação dos produtos nas pontas de Gôndolas, nos mercados” e “degustação” são exemplos de “trade marketing’ 4DF4

Leave a Reply:

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *