Sustentabilidade

FMU – FACULDADE METROPOLITANA UNIDAS TEMA: SUSTENTABILIDADE EDITORA ABRIL SÃO PAULO 2010 KELMA LUNARDELLO LETICIA MARQUES ROSANGELA LIMA 5644826 2 p Trabalho solicitado pela Faculdade Metropolitana Unidas, à turma do curso de gestão financeira, do período noturno , campus Liberdade, referente Ao projeto Integrado SAO PAULO 8. Metodologia 14 1. Açoes 15 2. Parque gráfico 16 Continuação 17 9. Bibliografia 18 Introdução Usa-se a palavra “sustentabilidade” para qualquer coisa.

Fala-se muito em desenvolvimento sustentável, crescimento sustentável, sustentabilidade económica, negócios sustentáveis, ustentabilidade ecológica, marketing sustentável, e assim por diante. A verdade, no entanto, é que poucos compreendem o que seja “sustentabilidade”. Muitas pessoas associam-na à preservação do meio ambiente. É uma compreensão correta, porém incompleta. Sustentabilidade é muito mais do que cuidar do planeta para que seus recursos sejam utilizados de forma responsável e não destruídos.

Apesar da falta de informa ão sobre o conceito de sustentabilidade, a socied ada vez mais consciente 2 2 definir sustentabilidade, mostrar sua importância e diferentes aspectos, bem como tratar da abordagem adotada pela empresa Abril. Levantamento Literário É a partir da prática da leitura que conseguimos compreender o mundo a nossa volta, percebê-lo sob diversas perperctivas diferentes, e desta forma decifrar e interpretar com mais clareza e senso critico os acontecimentos que nos cercam.

Nesse projeto podemos compreender a importância da difusão de informação, para um mundo mais sustentável, e podemos ver que a Editora Abril ao longo de sua trajetória emprenha-se muito para isso. Em sua missão como empresa, busca a melhoria de qualidade de vida de cada cidadão e o fortalecimento das instituições democráticas.

Ela se preocupa com o futuro divulgando informações para um mundo mais sustentável, explicando sobre os impacto ambientais, sobre o processo de reciclagem de lixo, processo de resguardo do óleo de cozinha, ações quanto a economia de energia elétrica , água e vários outros incentivos, ajudando enfim a fortalecer a idéia de que a educação ambiental é extremamente importante para o nosso planeta. Sustentabilidade É um tema em construção. Há muito que aprender a respeito. Mas já sabemos que tem a ver com atos de nosso cotidiano.

Desde estilo de via e consumo de cada um de nós, até a orma como lidamos ou deixamos de lidar com o lixo que produzimos. Tem a ver com a maneira como usamos os recursos e energias disponíveis. Tem muito a ver com nossa atitude em cada momento de nossas vidas. Nem sempre, é claro, problemas e soluções estão diretamente nas mãos de cada um de Iguma maneira, ainda que 3 2 alguma maneira, anda que indireta, podemos influir em decisões que dependem de políticos que elegemos ou deixamos que fossem eleitos, ou de empresas que são mantidas por quem compra seus produtos. ? nessas esferas, político- econômicas, que estão grandes decisões a respeito de modelos e desenvolvimento, politicas de saúde, projetos de educação. Hoje, cada vez mais, as pessoas entendem os problemas da biosfera e passam a pensar globalmente. Isso é ótimo. Mas não é tudo. É preciso também pensar e agir localmente. Procurar ter mais influência no que acontece em nossa própria cidade. Saber o que e como pode ser feito em soluções para a casa e a cidade.

O Planeta Sustentável tem a participação de dezenas de revistas e sites da Editora Abril e conta com um conselho consultivo, composto por especialistas de diversas áreas, além de representantes de empresas patrocinadoras interessadas na ifusão de conhecimentos. Em sua primeira fase de um ano, o projeto prevê a realização de fóruns de discussão e de produção de conteudo capaz de informar e qualificar as ações. E, para isso, se propõe a manter um constante debate, com a participação de uma série de organizações convidadas. Algum sábio já disse que é melhor resolver os problemas quando eles ainda são pequenos.

Em muitos dos desafios que temos de enfrentar para conseguir uma vida mais sustentável, talvez já tenhamos perdido algumas oportunidades de enfrentar problemas ainda pequenos. Mas é sábio lidar com eles antes ue cresçam ainda mais. Para isso, é preciso enxergá-los imediatamente, ver quais são as soluções possíveis e buscá- las. Essa é a nossa missão – e o convite para que você participe da construção de algo a ser legado às próximas gerações: um planeta sust 40F 12 que você participe da construção de algo a ser legado às próximas gerações: um planeta sustentável.

Problema O Grupo Abril é um dos maiores e mais influentes grupos de comunicação da América Latina, e será que com isso a Editora Abril contribui para a ampliação de conhecimento para um mundo mais sustentável? Criado em 1950, o Grupo Abril fornece informação, cultura, educação e entretenimento para praticamente todos os segmentos de público e atua de forma integrada em várias mídias. Toda a trajetória da empresa tem sido pautada ao longo dos anos por valores como a excelência, a integridade, o pioneirismo e a valorização das pessoas.

Hoje, emprega mais de 6. 500 pessoas e é composto das seguintes empresas: Editora Abril (revistas), Editoras Ática e Scpione (livros escolares), TVA (TV paga, Internet banda larga e voz sobre IP – Voip) e MTV (IV segmentada). A Editora Abril publicou 318 títulos em 2006 (1 11 regulares e 207 dições, entre one shots e especiais) e é líder absoluta em todos os segmentos em que opera. Suas publicações registraram, ao longo do ano, uma circulação de 163,8 milhões de exemplares, em um universo de mais de 22 milhões de leitores e 3,7 milhões de assinaturas.

Sete das dez revistas mais lidas do país são da Abril, sendo Veja a quarta maior revista semanal de informação do mundo e a maior fora dos Estados Unidos. A Abril também detém a liderança do mercado brasileiro de livros escolares com as editoras Ática e Scipione que, em conjunto, publicam mais de 4. 00 títulos ao ano e detêm 30% do mercado brasileiro privado de livros escolares. Em 2005, produziram 37 milhões de livros escolares.

Em 1991, o Grupo foi pioneiro no setor de TV por assinatura com o lançamento da TVA, a primeira operad 2 o Grupo foi pioneiro no setor de TV por assinatura com o lançamento da TVA, a primeira operadora a oferecer W digital, internet em banda larga e Voip no país. A MTV foi à primeira segmentada do Brasil, lançada em 1990, e a emissora hoje tem cobertura de 18 milhões de lares, em 300 cidades. Na internet, a Abril também tem presença marcante, fornecendo cesso exclusivo a mais de 55 sites para todos os assinantes de revistas, da TVA e do serviço Ajato.

Em 2006, o número de Page views foi de 1,2 bilhão, com 10,7 milhões de unique VISItors por mes. Em 1985, com a criação da Fundação Victor Civita, a Abril deu seu primeiro grande passo rumo à sustentabilidade, numa época em que esse conceito ainda não fazia parte do dia-a-dia de boa parte das empresas e da sociedade brasileira. Dedicada à melhoria da educação básica, a Fundação Victor Civita edita a revista Nova Escola, que atinge mensalmente 1,5 milhões de professores em raticamente todas as escolas do pais.

Hipótese Ao longo de sua trajetória, a Abril empenha-se na difusão de informação, cultura e entretenimento para a construção de uma sólida base em prol do progresso da educação no país. Em sua missão como empresa, busca a melhoria de qualidade de vida de cada cidadão e o fortalecimento das instituições democráticas. Por meio de uma imprensa integra, livre, forte e independente, a Abril contribui para a ampliação de conhecimentos e estimula o debate democrático.

A partir dos anos 80, no entanto, o Grupo Abril percebeu que nao bastava prover conteúdo para causar mpacto na vida do homem nas futuras gerações. Era preciso fazer mais, muito mais. E foi justamente nessa época, quando o conceito de sustentabilidade ainda nao fazia parte do cotidiano e das discu 6 2 nessa época, quando o conceito de sustentabilidade ainda não fazia parte do cotidiano e das discussões de boa parte das empresas e da sociedade brasileira, que a Abril deu seu primeiro grande passo na direção da responsabilidade social.

Em 1985 foi criada a Fundação Victor Civita, por iniciativa do fundador da Abril. Dedicada à melhoria da educação básica no país, a Fundação Victor Civita edita a revista Nova Escola, que é, em muitos estabelecimentos e localidades, o único material pedagógico disponvel para o professor, A partir de então, a Abril incrementou planos de apoio ao voluntário, por meio do talento de seus profissionais, e passou a disponibilizar recursos para várias iniciativas que reforçam os laços da empresa com a comunidade.

Sempre em projetos focados em promover a educação, a cultura, a preseruação do meio ambiente e a valorização das pessoas em diversos projetos, como o Prêmio Cláudia, criado em 1996 para reconhecer o rabalho de mulheres nas áreas de ciências, cultura, negócios, trabalho social e políticas públicas. Já a MTV Brasil desenvolve ações adequadas público jovem e apreciador de música e associa sua programação a iniciativas de conscientização em vários temas, entre os quais saúde, sexualidade, cidadania e participação política.

Outra iniciativa importante do Grupo foi à criação, em 1 999 – antes mesmo que se instituísse o Ano Internacional do Voluntariado, o que ocorreu em 2001 – do programa Mãos ? Obra, canal de comunicação entre os funcionários que já realizam lgum trabalho voluntário e aqueles que querem colaborar com instituições idôneas ou mesmo se tornar voluntários. Objetivos Ação integrada e plural para o Abril, todas as ações com foco na sustentabilidade passam pela d 2 Para o Abril, todas as ações com foco na sustentabilidade passam pela difusão da educação e do conhecimento.

Essa vocação – que faz parte de seu DNA – ganha nova dimensão quando o objetivo é preservar a qualidade de vida das gerações futuras. O Grupo Abril elabora e produz um vasto conteúdo sobre o tema sustentabilidade. Mais do que reunir esse material, publicar atérias em praticamente todas as suas revistas, criarem uma biblioteca sobre o assunto, promover fóruns e debates sobre o tema e indicar livros, é necessário impulsionar uma grande mobilização pela sustentabilidade. E para que isso seja possível, acredita que as principais idéias e lições devem partir da própria casa.

A consciência sobre o tema requer que as práticas de sustentabilidade sejam, portanto, Iniciadas na própria empresa, por meio de todos os seus stakeholders. Ao criar e patrocinar o projeto, o Grupo revela sua preocupação com o planeta, com as futuras gerações e também com o seu futuro. stificativa Como editora a Abril também se preocupa com a procedência do papel de suas publicações, que tem origem em projetos de reflorestamento e com certificados que garantem a idoneidade das empresas fornecedoras.

Das 75 mil toneladas de papel que a Abril compra 67 mil vêem do exterior, sendo os maiores fornecedores oriundos da Finlândia, Alemanha e França. Todos eles possuem o certificadoprogramme for Endorsement of Forest Certification Schemes (PEFC). Os fornecedores nacionais têm o selo Forest Stewardship Council (FSC). Os resíduos produzidos pelos funcionários, também tem destino ocialmente responsável.

Há mais de 15 anos, o papel é reciclado e reutilizado pela empresa, em envelo es para comunicação intern 80F 12 anos, o papel é reciclado e reutilizado pela empresa, em envelopes para comunicação interna. Em 1998, foi implantado o Projeto de Coleta Seletiva que coleta o lixo reciclável por meio de uma inteligente rede logística, que começa na mesa do funcionário, que tem um lixo especifico para este tipo de material. A partir dai, produtos como plásticos, pilhas, lâmpadas e baterias são direcionadas aos fornecedores, que dão o destino correto aos resíduos.

Metodologia Quando o conceito desse tema ainda não fazia parte do cotidiano e das discussões de boa parte da sociedade, o Grupo Abril deu o primeiro grande passo com a criação da Fundação Victor Civita Em 1999 foi à criação, antes mesmo que se instituísse o Ano Internacional do Voluntariado, o que ocorreu em 2001 – do programa Mãos à Obra, canal de comunicação entre os funcionários que já realizam algum trabalho voluntário e aqueles que querem colaborar com instituições idôneas ou mesmo se tornar voluntários. A partir de 2000, os projetos ganharam novo impulso e se multiplicaram.

As ações passaram a envolver o Parque Gráfico da Abril, com vários projetos voltados para o uso racional da água; o Clickarvore, em parceria com a SOS Mata Atlântica e o Instituto Ambiental Vidágua; a Campanha de Desarmamento Infantil, uma parceria da Dinap – Distribuidora Nacional de Publicações – com prefeituras de vários municípios brasileiros; o Guia EXAME de Boa Cidadania Corporativa; o Projeto Escola Modelo, da TVA; o Prêmio Planeta Casa; o Fórum Nacional da Sustentabilidade da Construção; o projeto Entorno da Fundação Victor Civita e uma série de ações em andamento nas diversas unidades e empresas ue fazem parte do Grupo Abril. Parque Gráfico: desenvolv tável unidades e empresas que fazem parte do Grupo Abril.

Parque Gráfico: desenvolvimento sustentável O maior parque gráfico da América Latina é um exemplo de políticas sustentáveis, focadas no bem-estar do meio ambiente O Parque Gráfico do Grupo Abril é o maior da América Latina – com cerca de 60 mil m2 de área construída – e um dos principais exemplos de sustentabilidade e responsabilidade social do país. Lá, em meio a rotativas, caldeiras e bobinas de papel, é desenvolvido um completo trabalho sustentável que, ao longo os anos, vem contribuindo para a economia e conservação de diversos recursos ambientais. Entre os recursos hídricos lá implementados, merecem destaque as seguintes ações: – Racionalização do uso de água para vasos sanitários, que reduziu o consumo de água e o esgoto lançado na rede pública (500 m3/ mês); – Estação de ratamento de Efluentes (ETE) industriais, onde toda a água utilizada no processo industrial é tratada atendendo a legislação ambiental (1. 00 m3/mês); – Re-uso da Água da ETE, que consiste no tratamento de água da ETE para o seu reaproveitamento no processo industrial, ais como na: geração de vapor, galvanoplastia e água para vasos sanitários, gerando assim uma redução substancial no lançamento de esgoto na rede pública e conseqüentemente no consumo de água (1. 400 m3/mês); – Re-uso da Água da Central de Recuperação de Solventes (Recúperos), aproveitamento da água residual do processo de recuperação de solvente para geração de vapor, evitando o lançamento de efluentes contaminados na rede pública de esgoto e reduzindo o consumo de água através da geração de vapor (1. 500 mg/mês). Entre os processos de recicla em e reutilização de materiais, chamam a atenção proiet 0 DF 12